Moringa Oleífera - Efeitos colaterais e Contraindicações (dicas de consumo)

Embora as contra-indicações decorrentes do consumo da moringa não são muitas, e nenhuma delas apresenta, a priori, a gravidade alguma, nunca é de mais em conhecê-las para poder evitá-las.Como em qualquer alimento, a ingestão excessiva nunca é positiva; portanto, pode-se comer de tudo com moderação e o mesmo vale para o caso da moringa oleífera. 

No caso que nos ocupa, depois de passada a turbulência em excesso pode supor acidez ou diarreia -o que também ocorre nas primeiras vezes que comemos, devido ao seu alto conteúdo em fibra-.

Por outro lado, é de se ter em conta entre as pessoas que sofrem de insônia, o que a moringa é uma grande dose de energia para o nosso organismo, por isso não é aconselhável comê-la ou tomá-la à noite.

Em alguns casos, é possível que o consumo excessivo deste superalimento produza um aumento dos glóbulos vermelhos para locais pouco recomendáveis, mas não é o mais comum.

Por último, as grávidas devem reduzir a sua ingestão -que não evitá-la, já que em pequenas doses continua sendo muito positiva-, e as pessoas cujos níveis de açúcar no sangue estão baixos, se encontrarão com o problema de que falamos de um alimento hipoglicemiante, pelo que, a este respeito, lhes prejudicar mais do que ajudar.


Moringa Oleífera tem efeitos colaterais? 

As cápsulas de moringa que são vendidas pela internet e também em alguns (poucos) mercados são seguras porque contém o extrato 100% natural da planta. Ainda assim é sempre bom ler as embalagens para se certificar que não foi colocado nenhum químico ou espessante - essas fórmulas devem ser trocadas pelas que são completamente naturais, afinal, quando se faz a adição de químicos já se pode ter um aumento significativo de efeitos colaterais. 

A melhor forma de saber se está consumindo do jeito certo é consultar a opinião de um médico ou então fazer o uso exatamente da forma como aconselha as informações da bula oficial das cápsulas de moringa adquiridas.